Cocriação

O termo cocriação começou a ser usado em 2004, desde o lançamento do best-seller ”O Futuro da Competição” escrito por C. K. Prahalad e Venkat Ramaswamy, que disseminou o conceito mundialmente.

Os autores são considerados os “papas” do tema e defendem que a cocriação é uma forma de inovação que acontece quando fornecedores, colaboradores e clientes associam-se com o negócio agregando valor, conteúdo, conhecimento e experiências, recebendo em troca os benefícios de sua contribuição, sejam eles através do acesso a produtos customizados ou da promoção de suas ideias.

Vantagens dessa abordagem:

  • Descobrir novas fontes de valor e novas oportunidades
  • Descoberta contínua, aprendizado e direcionamento para o longo prazo
  • A colaboração gera novas ideias e insights com olhares diferentes sobre o mesmo aspecto
  • Internamente, gera mais engajamento nas equipes de trabalho para a execução dos trabalhos

Existem muitos casos de empresas que apoiam iniciativas de cocriação, principalmente no campo da tecnologia, onde na maioria das vezes as empresas utilizam plataformas de “Open Innovation” para permitir o trabalho colaborativo entre os envolvidos nos projetos, porém, compreendemos que existem diversas formas para trabalhar a cocriação.

Muitas empresas ainda não permitem que informações estratégicas sobre os seus negócios sejam abertas para clientes, fornecedores e até colaboradores. Sendo assim, existem alguns caminhos para implantar esse tipo de trabalho, e um deles é por meio de Workshops Internos, onde colaboradores de áreas multidisciplinares podem unir-se para trabalhar em algum projeto, ideia ou problema do negócio, apoiados por um ambiente / espaço e de ferramentas que proporcionarão a cocriação de soluções levando as empresas à inovação.

Sua chance de deixar um comentário!